Antecedentes

A Reunião Preparatória para o Fórum de Governança da Internet surgiu como uma iniciativa do LACNIC, NUPEF e APC com o objetivo de identificar assuntos prioritários e relevantes para a América Latina e o Caribe que deveriam ser considerados na discussão e na agenda do Terceiro Fórum de Governança da Internet (FGI) que ia ser desenvolvido em Hyderabad, Índia em dezembro de 2008.

Ao mesmo tempo, procurava-se promover a participação da comunidade regional nesses debates, trazendo as discussões à região.

As três primeiras edições seguiram um mesmo modelo, procurando melhorar a qualidade dos espaços, a horizontalidade dos debates e a participação. Um elemento central para atingir esse objetivo tem sido o Programa de Bolsas que em cada edição possibilitou a participação às reuniões de vários atores da região através de uma ajuda econômica.

A primeira edição da Reunião Regional Preparatória foi realizada em Montevidéu, Uruguai em 2008, seguida no Rio, Brasil em 2009 e Quito, Equador em 2010. Destaca-se neste período um forte compromisso para envolver atores regionais ao processo, tanto provenientes de seus próprios grupos de interesse quanto de governos e setor privado.

A quarta edição da reunião, acontecida em 2011 em Porto Espanha, Trinidad e Tobago, sofre uma série de inovações tanto na composição do grupo organizador (que incorpora o escritório regional da Internet Society) quanto na modalidade de determinação da agenda. Na procura de consolidar a abertura do processo, foi estruturado o programa através de uma consulta aberta à Comunidade Regional coletando diferentes visões, focos, subtemas e prioridades para o debate na América Latina e o Caribe. A quarta edição contou, então, com uma determinação da agenda “de baixo para cima” com centos de aportes desde a comunidade regional, e uma estrutura de programa sem palestrantes, em que todos os participantes estavam igualmente envolvidos.

Esta mesma edição de 2011 contou com a participação da Caribbean Telecommunications Union, CTU, como Organizadora local, aportando sua capacidade de convocação e liderança na comunidade do Caribe. A organizadora local é responsável de interagir com o grupo das organizações impulsionadoras do evento, e encarregada de resolver todos os aspectos logísticos e de promover o envolvimento da comunidade local na reunião.

A quinta edição 2012 da LACIGF, celebrada em Bogotá, Colômbia continuou o caminho de aprofundamento dessas modificações, atingindo recordes de participação remota, participação presencial e envolvimento de atores locais. Assim mesmo, a determinação da agenda contou com o aporte de 147 pessoas da comunidade. Como novidades podemos salientar a incorporação pela primeira vez de representantes de organizações governamentais e do setor privado no Comitê de Programa, bem como a seleção da sede do evento realizada por meio de uma chamada aberta a partir da qual foram designados Colnodo e .CO Internet como organizadores locais.

Em cada uma das edições realizadas, o fórum tem mostrado uma evolução constante. Portanto, este evento virou uma instância para o diálogo sem precedentes no mundo, com uma formação multistakeholder de seu Comitê de Programa, em que cada grupo de interesse define suas próprias representações.

Assim mesmo, a partir da edição 2011, a organização de LACIGF tem incluído um programa de apoio para a participação de integrantes da comunidade regional (3 – 6) no Fórum de Governança da Internet global